Como obter real valor do Big Data na nuvem?

Como obter real valor do Big Data na nuvem?

A computação em nuvem tornou o Big Data acessível, mas muitas empresas ainda não sabem o que fazer com os dados disponíveis. Recomendo um bom planejamento de dados, por diversos motivos

De acordo com mais recente relatório da IDC, “as receitas mundiais para Big Data e Business Analytics crescerão de quase US$ 122 bilhões em 2015 para mais de US$ 187 bilhões em 2019, um aumento de mais de 50% no período de cinco anos”.

Qualquer pessoa, em qualquer empresa, sabe que Big Data é um grande negócio. Se você conseguir gerenciar e analisar grandes quantidades de dados – estou falando de petabytes – terá acesso a todos os tipos de informações que ajudarão a administrar melhor os negócios.

Certo? Infelizmente, para a maioria das empresas, não.

Aqui estão alguns fatos concretos: a computação em nuvem tornou o Big Data acessível. Antes, você teria que construir um novo datacenter para abrigar a consolidação de dados. Agora, você pode consolidar dados na nuvem a preços bem em conta.

Mas uma coisa é ter dados estruturados e não estruturados em um local central. Outra coisa é fazer bom uso desses dados por razões táticas e estratégicas.

Com muita frequência, as empresas reúnem os dados, mas não sabem o que fazer com eles. Eles não têm uma compreensão sistêmica das oportunidades de negócios e dos valores que poderiam ser obtidos com o aproveitamento desses dados.

O que muitas vezes falta é um planejamento de dados. Recomendo que todos os empreendimentos tenham um planejamento de dados completo antes que os dados sejam consolidados na nuvem. Isso significa ter um conjunto claro e detalhado de casos de uso para os dados (incluindo propósito e valor), bem como uma lista de ferramentas e tecnologias (como Machine Learning e Analytics) que serão usadas para extrair valor comercial dos dados.

O planejamento de dados precisa ser feito antes da consolidação por vários motivos:

– Saber quais dados serão aproveitados para fins analíticos. Acho que alguns dados consolidados não são necessários. Então, você acaba pagando pelo armazenamento do banco de dados sem nenhuma finalidade comercial sólida, além de prejudicar o desempenho da análise, pois os dados desnecessários também precisam ser processados.

– Entender o significado dos dados, incluindo seus metadados. Isso garante que você esteja analisando os dados corretos para os casos de uso especificados. 

– Considerar um plano de desempenho. Se você classificar petabytes de dados, gastará muito tempo e dinheiro na nuvem. Como otimizar?  

– Ter uma lista de ferramentas de análise de dados. Embora muitas empresas comprem as ferramentas mais populares, você pode descobrir que sua jornada de Big Data leva você a uma tecnologia menos popular que se encaixa melhor. Certifique-se de explorar o mercado antes de decidir sobre o seu conjunto de ferramentas.

Um pouco de planejamento vai levá-lo longe. Seu negócio vale esse investimento.

Fonte: http://cio.com.br/tecnologia/2018/07/14/como-obter-real-valor-do-big-data-na-nuvem/