Os perfis profissionais com maior demanda de contratação no mercado brasileiro detecnologia da informação em 2015 foram analistas de suporte (19% dos fechamentos totais); analistas de produção (6,5%) e líderes técnicos (5,9%). A área com o maior número de oportunidades fechadas é a infraestrutura de TI, com 29,5% das vagas.

É o que revela um levantamento anual da especialista em recrutamento Conquest One, divulgado na semana passada.
Para o quesito ‘categorias’, a área de infraestrutura de TI foi a que mais contratou, com um total de 56,5% das vagas, sendo que a maioria foi para a posição de analistas de suporte; seguida pela área de desenvolvimento com 30%, e os cargos de gestão com 13,5%.

O aumento na demanda por profissionais de TI se manteve nos setores de infraestrutura (20%), tecnologia (19%) e farmacêutico (15%). As áreas de processamento de cartões (10%), saúde (8%), varejo (8%) e serviços (5%) também se destacaram. No fim do ano, no entanto, o cenário mudou e os setores de tecnologia (22%) e serviços (21%) foram o que mais buscaram profissionais de TI, e saúde e infraestrutura mantiveram o mesmo percentual, 20% cada, à frente do setor farmacêutico, com apenas 7,5%.

Para esse ano, seguindo a tendência de 2015, a previsão é de que o perfil mais buscado seja o de analista programador Java, devido à escassez de profissionais qualificados.

Segundo o estudo, o mercado vai procurar ainda os analistas de negócios e arquitetos de sistemas – pois as companhias têm reformulado processos e retomado projetos -, além dos perfis de analistas de infraestrutura, consultores Microsoft e, por fim, analistas de segurança da informação.

Desenvolvimento de aplicativos para smartphones é outro segmento promissor, explica Antonio Loureiro, CEO da Conquest One. “Pouquíssimas empresas têm hoje domínio sobre essa tecnologia, e é um vasto mercado para quem quer investir na área de TI, seja na parte de arquitetura de soluções, programação ou comunicação. O mercado corporativo também precisa ter os benefícios das aplicações – apps – empresariais”, explica.
Fonte: http://www.portaldocanal.com/noticias/NTUyOA==,INFRAESTRUTURA+DE+TI+CONTRATA+PROFISSIONAIS.htm 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *