funcionários terceirizados

Você já pensou que a contratação de funcionários terceirizados pode ser uma boa opção para a sua empresa?  Contar com esse tipo de serviço é interessante, pois você terá acesso a profissionais qualificados e com custos reduzidos, já que as obrigações trabalhistas nesse modelo de trabalho são de responsabilidade da empresa contratada. 

Porém, nesse caso, a sua maior responsabilidade será adotar uma estratégia para a integração desses funcionários terceirizados dentro da sua organização, tanto na execução dos trabalhos quanto na relação com os demais colegas.

Para te ajudar a entender mais sobre o assunto, preparamos este artigo, com os principais pontos para que você aprenda a melhorar a integração de uma equipe terceirizada dentro da sua empresa. Continue a leitura para saber mais!

Funcionário terceirizado e PJ: as diferenças

Contratar um funcionário terceirizado ou uma pessoa jurídica?  Entender a diferença entre esses dois tipos de contratações pode fazer toda a diferença para o seu negócio, inclusive evitando dores de cabeça futuras.

Terceirização e “pejotização” (PJ) são situações completamente diferentes.  Enquanto a primeira é regida pelas leis trabalhistas, a segunda se rege pelo Código Civil.  Veja o conceito de cada uma delas:

  • Terceirização: Ocorre quando uma empresa contrata outra para fornecer profissionais que executam tarefas dentro da contratante.  Nessa modalidade, o pagamento do funcionário terceirizado, e demais direitos trabalhistas como FGTS e férias, é de responsabilidade da prestadora de serviços;
  • PJ:  neste tipo de contratação, o próprio profissional possui uma empresa de prestação de serviços e fornece nota fiscal pelo trabalho realizado.  Como prestador de serviços, não possui qualquer direito trabalhista, ou seja, recebe apenas pelo trabalho executado. O PJ não pode ter qualquer relação de subordinação, como cumprir horário de trabalho, por exemplo, pois isso é considerado irregularidade e passível de processo jurídico.

Equipe terceirizada: a necessidade de ser bem recebida

Quem é que não gosta de chegar em um ambiente e se sentir bem, não é mesmo?  E isso não é diferente na área profissional.   Quando um funcionário terceirizado chega em um novo local de trabalho, tudo o que ele quer é ser bem recebido.

Não é fácil para um novo contratado se adaptar aos colegas, aos chefes, tarefas, rotinas e cultura da empresa. Por tudo isso que a integração é essencial.  O colaborador bem recebido e bem adaptado irá trabalhar mais motivado e, consequentemente, terá desempenho e produtividade melhores.

Também é fundamental que o terceirizado seja tratado da mesma forma que os outros funcionários.

turnover

Como fazer a integração dos funcionários terceirizados

A integração dos funcionários terceirizados exige atenção e cuidados especiais.  Confira agora as cinco dicas essenciais que facilitam a vida de qualquer gestor no momento de integrar os colaboradores diretos e os terceirizados.

Comunique o resto da equipe

Um ponto importante é esclarecer os outros funcionários sobre o que é terceirização e prepará-los para a chegada dos novos colegas.   A clareza e a objetividade entre as equipes, além de favorecer a boa relação entre elas, cria um ambiente de trabalho confortável, livre de fofocas, e favorece a produtividade conjunta. 

Organize um momento de integração e boas-vindas

Crie um hábito para receber o funcionário terceirizado.  Mesmo que ele tenha facilidade de compreender e se adaptar aos valores da organização, é necessário organizar um treinamento completo, que traga não somente as questões técnicas, mas também o histórico da organização, regras e normas de conduta internas. Faça um tour pela empresa. Mostre os setores e o apresente aos novos colegas.

Estimule o bom relacionamento entre os funcionários

Um bom ambiente de trabalho é positivo para qualquer empresa. Isso inclui o bom relacionamento entre os colaboradores, sejam eles celetistas ou terceirizados. 

É claro que boa parte do sucesso de um ambiente de trabalho saudável depende dos próprios funcionários, mas os gestores da área podem estimular a integração entre as equipes, por meio de reuniões e situações que estimulem a harmonia.  Bons relacionamentos só tendem a beneficiar o trabalho e a colaboração entre as equipes.

Valorize os profissionais terceirizados da mesma maneira que os contratados

Todo mundo gosta de ser reconhecido e valorizado pelo trabalho que realiza. Quanto mais a empresa valoriza o seu colaborador, independentemente de ser terceirizado ou não, ele certamente manterá, e até aumentará, o seu desempenho.

Valorizar é também dar feedback. Mas lembre-se: se for negativo, converse com a pessoa em particular, sem expô-la a qualquer constrangimento. Se positivo, elogie em público, ou em cartazes e comunicados internos, como, por exemplo, “Os melhores colaboradores do mês”.

O feedback é de extrema importância em um relacionamento profissional porque ajuda a melhorar os pontos fracos e a reforçar os pontos positivos.

Promova reuniões

Faça reuniões frequentes com toda a equipe, sem distinguir funcionários e terceirizados, para alinhar estratégias e definir metas. Seja objetivo e defina o papel de cada um ao traçar um planejamento estratégico. Deixe claro a importância do engajamento de todos, inclusive se for funcionário terceirizado.

Como motivar a sua equipe terceirizada

Para se ter uma empresa competitiva, também é necessário motivar a equipe terceirizada.  É fato que quando o funcionário terceirizado é tratado de igual para igual, em relação aos demais colegas, ele se torna mais engajado e mais produtivo.

E não se esqueça dessas quatro regras de ouro para manter a equipe terceirizada motivada e feliz: 

  • Valorizar as conquistas;
  •  Certificar-se que ele receba bem;
  •  Ter clareza nos objetivos;
  • Capacitar a equipe por meio de cursos e treinamentos;

Que tal colocar em prática tudo o que você aprendeu neste artigo?  Com essas simples ações, as equipes estarão sempre motivadas, em um ambiente de trabalho saudável e produtivo. E o sucesso de sua empresa será garantido.  Marque uma reunião e saiba como podemos ajudá-lo mais a respeito desse assunto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *