Como fazer a seleção de profissionais capacitados para a Transformação Digital

Transformação Digital

Atualmente, muitas empresas estão passando por um período no qual são utilizadas diversas ferramentas digitais para aumentar os resultados. Trata-se da Transformação Digital, uma modificação na própria estrutura e no mindset das companhias que dá papel de destaque para a tecnologia.

A Transformação Digital integra a tecnologia em todas as áreas de um negócio e modifica o modo como as empresas agregam valor a seus clientes. Além disso, ela está relacionada, principalmente, às pessoas e a maneira como elas utilizam as ferramentas digitais para provocar uma mudança estrutural nas organizações.

Apesar de todos os benefícios que a Transformação Digital pode trazer, algumas instituições ainda enfrentam problemas nesse quesito, pois muitas situações que norteavam os negócios não são mais efetivas nos dias de hoje.

Saber como a Transformação Digital está impactando a área de TI e fazer a escolha do profissional certo pode ser a saída para enfrentar esses percalços. Pensando nesses casos, nós preparamos esse artigo que será de grande valia para você. Confira!

A TI aliada à Transformação Digital

A era digital já está modificando a lógica empresarial como um todo. Consequentemente, o setor de TI também passa a ter grandes responsabilidades, já que é fundamental estrategicamente para que as empresas se mantenham competitivas no mercado.

Ou seja, caso a sua equipe não esteja alinhada com a Transformação Digital, será necessário realizar uma reestrutura da área de TI, incluindo tanto os métodos de trabalho como a seleção de profissionais com as características e perfis corretos.

As habilidades fundamentais dos profissionais preparados para o futuro

O World Economic Forum (WEF) divulgou um estudo em 2016 a respeito do futuro das profissões e o perfil ideal de profissional até 2020, sobretudo em relação à quarta revolução Industrial, que por sua vez está atrelada à Transformação Digital.

Nele são mostrados quais serão os impactos socioeconômicos que afetarão os negócios, bem como as habilidades dos profissionais nesse contexto:

  • Resolução de problemas complexos.
  • Pensamento crítico;
  • Criatividade;
  • Gestão de pessoas;
  • Visão global;
  • Inteligência emocional;
  • Capacidade de tomada de decisão;
  • Cooperação;
  • Negociação;
  • Flexibilidade cognitiva.

Os profissionais de TI que farão a Transformação Digital na sua empresa

De acordo com a Gartner, o investimento em tecnologia deve somar cerca de 3,8 US$ trilhões em 2019, mostrando como a TI tem papel de destaque na Transformação Digital das empresas.

Enquanto as habilidades necessárias dos profissionais devem ser levadas em conta na hora de montar uma equipe coesa, algumas funções de colaboradores precisam ter uma atenção maior, pois são extremamente importantes.

Entre essas funções, destacam-se algumas que estão sendo mais procuradas pelas companhias nos últimos tempos:

Engenharia de dados

Esse profissional tem um perfil que agrega amplo conhecimento em linguagens de programação, estatística, inglês e matemática. Além de ter visão de negócio, é especialista em análises de informações, uma característica essencial para que as empresas resolvam seus problemas através de conhecimentos analíticos.

Arquitetura de soluções

O arquiteto de soluções é aquele que consegue alinhar o objetivo do negócio da empresa com as decisões sobre aplicativos e a infraestrutura. Para conseguir isso, porém, deve conhecer muito a respeito de hardware e software, bem como sobre a cloud para realizar a comunicação ou integração com clientes e parceiros.

Segurança da informação

Profissionais que executam essa função precisam se atualizar constantemente para prevenir novas ameaças virtuais. São os responsáveis por manter os dados sigilosos das empresas a salvo.

Análise de testes

Colaboradores que executam essa função precisam conhecer a fundo os processos de automação de testes. Além disso, como testam a qualidade de aplicações, precisam ser críticos para encontrar os acertos dessas ferramentas e possíveis inconsistências.

 Análise de Business Intelligence (BI)

Provavelmente um dos profissionais mais requisitados quando falamos a respeito de Transformação Digital.  Como as empresas precisam estar atentas ao mercado, esse profissional tem papel cada vez mais estratégico.

O profissional deve ser flexível, pois necessita trabalhar conjuntamente com a área técnica e de negócios, sendo responsável pelo gerenciamento de um grande volume de dados que ditam as tendências do mercado.

Além de ter um ótimo raciocínio logico e conhecimento em linguagens de programação, precisa ter visão de processos empresariais para auxiliar o negócio em momentos críticos.

Ajuda na hora de encontrar o profissional certo

Podemos concluir que para auxiliar as empresas daqui para frente, tanto os profissionais de TI quanto os de outras áreas precisarão estar atualizados para acompanhar toda essa evolução nos negócios.

Em relação às companhias, elas também devem se adaptar e buscar colaboradores com o perfil ideal, que estejam prontos para a Transformação Digital.

As empresas que já fazem parte dessa transformação e contam com as ferramentas digitais que viabilizam esse processo são mais eficientes na hora de encontrar o profissional correto, ganhando em eficiência, simplificação de processos e principalmente na redução de custos.

Dependendo do tamanho da empresa, é possível encontrar essas pessoas dentro da própria organização. Outra alternativa é contar com o auxílio de novos recursos, como o caso do Staffing de TI.

Caso você não conheça, o serviço de Staffing de TI consiste em encontrar, entrevistar, contratar e treinar profissionais através de uma empresa especializada para que sejam realizados projetos durante um determinado período.

Mais do que um simples recurso para adquirir e reter força de trabalho qualificado, o Staffing de TI é uma maneira que revoluciona esses métodos, garantindo a quem o utiliza mais simplicidade e eficiência nos processos.

Entre em contato conosco para saber como o Staffing de TI também vai auxiliar a sua empresa a entrar de vez na era da Transformação Digital.

Como obter real valor do Big Data na nuvem?

Como obter real valor do Big Data na nuvem?

A computação em nuvem tornou o Big Data acessível, mas muitas empresas ainda não sabem o que fazer com os dados disponíveis. Recomendo um bom planejamento de dados, por diversos motivos

De acordo com mais recente relatório da IDC, “as receitas mundiais para Big Data e Business Analytics crescerão de quase US$ 122 bilhões em 2015 para mais de US$ 187 bilhões em 2019, um aumento de mais de 50% no período de cinco anos”.

Qualquer pessoa, em qualquer empresa, sabe que Big Data é um grande negócio. Se você conseguir gerenciar e analisar grandes quantidades de dados – estou falando de petabytes – terá acesso a todos os tipos de informações que ajudarão a administrar melhor os negócios.

Certo? Infelizmente, para a maioria das empresas, não.

Aqui estão alguns fatos concretos: a computação em nuvem tornou o Big Data acessível. Antes, você teria que construir um novo datacenter para abrigar a consolidação de dados. Agora, você pode consolidar dados na nuvem a preços bem em conta.

Mas uma coisa é ter dados estruturados e não estruturados em um local central. Outra coisa é fazer bom uso desses dados por razões táticas e estratégicas.

Com muita frequência, as empresas reúnem os dados, mas não sabem o que fazer com eles. Eles não têm uma compreensão sistêmica das oportunidades de negócios e dos valores que poderiam ser obtidos com o aproveitamento desses dados.

O que muitas vezes falta é um planejamento de dados. Recomendo que todos os empreendimentos tenham um planejamento de dados completo antes que os dados sejam consolidados na nuvem. Isso significa ter um conjunto claro e detalhado de casos de uso para os dados (incluindo propósito e valor), bem como uma lista de ferramentas e tecnologias (como Machine Learning e Analytics) que serão usadas para extrair valor comercial dos dados.

O planejamento de dados precisa ser feito antes da consolidação por vários motivos:

– Saber quais dados serão aproveitados para fins analíticos. Acho que alguns dados consolidados não são necessários. Então, você acaba pagando pelo armazenamento do banco de dados sem nenhuma finalidade comercial sólida, além de prejudicar o desempenho da análise, pois os dados desnecessários também precisam ser processados.

– Entender o significado dos dados, incluindo seus metadados. Isso garante que você esteja analisando os dados corretos para os casos de uso especificados. 

– Considerar um plano de desempenho. Se você classificar petabytes de dados, gastará muito tempo e dinheiro na nuvem. Como otimizar?  

– Ter uma lista de ferramentas de análise de dados. Embora muitas empresas comprem as ferramentas mais populares, você pode descobrir que sua jornada de Big Data leva você a uma tecnologia menos popular que se encaixa melhor. Certifique-se de explorar o mercado antes de decidir sobre o seu conjunto de ferramentas.

Um pouco de planejamento vai levá-lo longe. Seu negócio vale esse investimento.

Fonte: http://cio.com.br/tecnologia/2018/07/14/como-obter-real-valor-do-big-data-na-nuvem/